Notícias

Tucanos não repercutem candidatura de Anastasia

Nem mesmo o próprio Anastasia repercutiu, em sua página no Facebook, sua candidatura. O senador Aécio Neves, outro diretamente interessado, também não fez nenhuma menção

 

A baixíssima repercussão da notícia da possível candidatura do senador Antônio Anastasia, por parte da bancada de deputados tucanos, tanto os federais quantos os estaduais, coloca  suspeita sobre o anúncio. O senador teria se decido na noite da última sexta-feira (16). Até as 14h dessa segunda-feira (19), apenas dois deputados repercutiram em suas páginas do Facebook a entrada de Anastasia no pleito, o que tem reforçado à narrativa dos adversários de que o anúncio era, na verdade, um jogo de cena para impedir grande debandada dos deputados tucanos à outras siglas, a fim de garantirem suas reeleições.

Dos oito deputados estaduais do PSDB, apenas um comemorou a notícia: o deputado Luis Humberto Carneiro. Carneiro fez uma única e sucinta publicação: “Anastasia é o nosso pré-candidato para governar Minas Gerais. Um grande homem público, que provou, na prática, que sabe cuidar do nosso Estado. Temos um grande desafio, mas o desejo de colocar Minas Gerais novamente no caminho certo é maior!”.

Já na bancada federal, o único que fez um breve registro sobre a candidatura de Anastasia foi o deputado Rodrigo de Castro.

Em um vídeo breve, porém inconclusivo, o deputado falou da “alegria de estar ao lado do professor Anastasia, e de saber que ele vai nos liderar nessa caminhada”. Castro, entretanto, não disse em que condição o senador o lideraria.

Fica ainda mais “curioso” quando verificado que nem mesmo o próprio Anastasia repercutiu, em sua página no Facebook, sua candidatura. O senador Aécio Neves, outro diretamente interessado, também não fez nenhuma menção.

Também emblemática é a ausência de qualquer menção à candidatura de Anastasia nas página do deputado federal Domingos Sávio, presidente do PSDB Minas. Até o site do PSDB mineiro e sua página no Facebook ignoram por completo o fato.

Nem mesmo o deputado estadual Dalmo Ribeiro, cujo encontro organizado por ele para  serviu para “confirmar” que Anastasia seria candidato, fez menção à candidatura. Para alguns analistas políticos, Anastasia, no encontro em Ouro Fino, já teria discursado como “candidato”.

Anastasia discursou para lideranças da região, ao lado dos deputados federais Carlos Melles (DEM), Bilac Pinto (PR) e do também pré-candidato ao governo de Minas, Rodrigo Pacheco, que se filia nessa segunda-feira no DEM. É preciso muito boa vontade para concluir, a partir da fala senador, sua decisão pela candidatura.

Anastasia fez um discurso de opositor ao governo petista, com toda ponderação que lhe é característica. Eleitoralmente, porém, é mais fácil concluir, a partir do seu discurso, que seu candidato segue sendo Rodrigo Pacheco. “O deputado Rodrigo Pacheco é uma revelação da jovem política mineira. Eu sempre defendi a tese da permanente renovação da política. Nós temos de ter valores novos. Cultivar os antigos, prestigiando aqueles que têm uma tradição, uma trajetória, uma caminhada e experiência, mas nós temos que identificar novos valores. Pessoas que tem condições de trazer com sua energia e sua condição novas ideias, com uma posição renovadora. Rodrigo é isso. Rodrigo é um advogado brilhante, deputado em seu primeiro mandato, mas já com grande reconhecimento em Brasília”, elogiou Anastasia.

Do ponto de vista eleitoral, Anastasia, em seu discurso, pregou pela unidade da oposição ao governador Fernando Pimentel (PT). “O importante é mantermos unidas as forças de oposição ao atual governo do Estado. Porque é inadmissível, intolerável, que permaneça como está”.

Antes, porém, falou sobre as incertezas do quadro eleitoral. “Nós ainda não temos definições sobre as questões eleitorais, o quadro ainda é confuso e é natural. Não temos definições nem ao nível nacional, nem ao nível estadual. Ainda estamos em tratativas”.

O encontro aconteceu durante a manhã e à tarde da última sexta-feira. A colunista do jornal Hoje em Dia, Amália Goulart, noticiou que Anastasia começou a ligar para deputados estaduais e federais do PSDB depois das 20h, anunciando que decidira se candidatar. Segundo publicação da coluna Painel, do jornal Folha de São Paulo, Anastasia mudou de ideia após uma longa conversa com o senador Aécio Neves, seu padrinho político, e um telefonema do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

Ex-aliados, os dois possíveis adversários de Anastasia, o ex-prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda (PSB) e o deputado Rodrigo Pacheco, descartaram logo no dia seguinte qualquer possibilidade de retirarem suas candidaturas para apoiar o senador.

Anastasia embarca para a Suíça na próxima quinta-feira. Ficará no exterior uma semana.

 

Comentários

Comentários

Siga-nos no Twitter

© 2017 PODER EM FOCO