Notícias

“Rodrigo Pacheco, Avante!”

Tibé representa para Pacheco muito mais que o apoio do Avante.

Crédito Foto: Foto Montagem
 

Até as “pedras do caminho” sabem que o deputado federal Rodrigo Pacheco sairá do PMDB, seu atual partido,  para disputar o governo do estado. Sairá porque uma maioria no PMDB Minas prefere permanecer coadjuvante, ainda que Pacheco represente para a legenda a possibilidade de protagonismo político em Minas Gerais. Essa semana, por exemplo, deputados peemedebistas enviaram uma carta para Romero Jucá, presidente nacional do PMDB, pedindo a reedição da coligação à reeleição do governador Fernando Pimentel (PT). Ou seja: a candidatura de Rodrigo Pacheco não está nos planos dos peemedebistas.

Política tem dessas coisas…

Mas se existe uma coisa que Pacheco não está é sozinho, apesar da sua situação no PMDB.

Se os peemedebistas lhe fecham as portas, tantas outras lhe são abertas. Pacheco já recebeu convites para disputar o Palácio da Liberdade em várias legendas: PSB, PSDB, DEM e outras mais.

Mais do que legendas que lhe abriguem, Pacheco já tem importantes articuladores e apoiadores da sua campanha. O mais destacado deles é o também deputado federal e presidente nacional do Avante, o mineiro Luis Tibé.

A proximidade entre eles é notória. No próximo sábado (11), por exemplo, o Avante realizará o seu primeiro encontro mineiro. O evento, que acontecerá na Câmara Municipal de Belo Horizonte (CMBH), terá Pacheco entre um dos palestrantes.

No final do mês passado, Pacheco e Tibé participaram de um evento na Câmara Municipal de Teófilo Otoni, onde ambos receberam o título de cidadão honorário da cidade. 

Em Brasília, durante os dias de atividade parlamentar, Tibé e Pacheco são sempre vistos juntos. Os principais nomes da cúpula do Avante falam da viabilidade e da preferência pela candidatura de Pacheco ao governo do estado.

Luis Tibé representa para Pacheco mais que o apoio do Avante. Tibé, que é o dono do partido, conseguiria ampliar o leque de sustentação da candidatura de Pacheco ao governo do estado, negociando, de presidente para presidente, com outras legendas.

Além desse forte capital, o de comando absoluto de uma instituição partidária, Tibé é um deputado que se destaca por sua habilidade política.

Talvez seja bom para Pacheco disputar o governo do estado longe das polarizações, intrigas e desgastes que abateram o PMDB, o PSDB e o PT, partidos grandes, que margarão profundo desgaste eleitoral nas próximas eleições — principalmente as candidaturas majoritárias.

Pacheco segue, por enquanto, no PMDB. É um jogo de calendário. Sua posição de destaque na Câmara dos Deputados se deve a força da sua atual legenda; um movimento equivocado afogaria Pacheco em meio a centenas de outros deputados que fazem toda sorte de “malabarismo político” para tentar aparecer.

Agora, se quiser mesmo disputar o governo do Estado, o desligamento será inevitável. Rodrigo Pacheco, Avante!

Comentários

Comentários

Siga-nos no Twitter

© 2017 PODER EM FOCO | desenvolvido por maxwellpas