Notícias

Palácio das Artes terá semana marcada por protestos, a favor e contra, a exposição de Pedro Moraleida

As manifestações são desdobramentos do encontro ocorrido, na última sexta-feira (6), entre manifestantes a favor da exposição e o vereador de Belo Horizonte, Jair Di Gregório (PP), na porta do Palácio das Artes.

 

Na esteira da histérica oposição e enfrentamento de moralistas e religiosos contra artistas e militantes a favor da liberdade expressão, a entrada do Palácio da Liberdade receberá duas novas manifestações, uma favor e outra contra, a exposição “Faça você mesmo sua Capela Sistina”, do artista Pedro Moraleida (1977-1999).

Primeiro, o ato em apoio à obra de Moraleida, marcado para essa segunda-feira (9), às 18h.  Já a manifestação dos contrários à exposição, apoiada pela Conexão de Líderes de Jovens de Belo Horizonte, faz convocação geral para uma manifestação pacífica, na próxima terça-feira (10), também às 18h.

As duas manifestações são desdobramentos do encontro ocorrido, na última sexta-feira (6), entre manifestantes a favor da exposição e o vereador de Belo Horizonte, Jair Di Gregório (PP), na porta do Palácio das Artes. O parlamentar anunciou sua visita à exposição em um vídeo em sua página no Facebook, segundo ele, para fazer um “movimentinho”, a fim de encerrar a mostra. Jair integra a expressiva bancada Cristã da Câmara Municipal de Belo Horizonte, que soma 25 dos 41 vereadores.

A “cruzada” do vereador contra a que ele classificou de “exposição maldita”, encontrou a reação de manifestantes que o “acompanharam” até a saída do teatro aos gritos de “vai tomar no cu”, “canalha”, e “sai daqui, seu filho da puta!”. Entre os manifestantes que hostilizaram o vereador, o ex-presidente do Sindicato dos Jornalistas de Minas Gerais, Kerison Lopes. Além de sindicalista, Kerison já integrou a executiva estadual do PCdoB Minas.

É possível ver o “rame-rame” no Palácio das Artes em um vídeo publicado na página do próprio vereador, assim como outra publicação em que ele aparece na porta de uma delegacia, junto com outro pastor, apresentando cópia do boletim de ocorrência que registrou. “Nós vamos ao Ministério Público tentar uma liminar para tentar barrar essa mostra”.

Na noite do dia anterior, um grupo de cerca de 30 evangélicos também promoveu manifestações contra a exposição.Além de Di Gregório, o deputado estadual João Leite (PSDB) também vem fazendo críticas e, da mesma forma, pede a suspensão da exposição.Em sua passagem por Belo Horizonte, onde se apresentou nesse final de semana, o músico Caetano Veloso aproveitou para visitar a exposição. “Não há nada de pedofilia nem coisa nenhuma. Há arte”, disse Caetano, que prosseguiu: “Não há nada aqui que já não tenha sido feita na história da arte”.

Comentários

Comentários

Siga-nos no Twitter

© 2017 PODER EM FOCO | desenvolvido por maxwellpas