Notícias

Deputados tucanos mineiros pressionam e Danilo de Castro se desfilia do PSDB

Ele até já teria uma nova legenda em que se abrigaria: o PTB.

 

Danilo de Castro, ex-secretário de Governo das duas gestões de Aécio Neves, Antônio Anastasia (ambos do PSDB) e de Alberto Pinto Coelho (PP), — tido como um dos principais articuladores políticos tucanos — está de saída do PSDB. Após ter acertado consensualmente sua partida em uma reunião na última sexta-feira, com os senadores Antônio Anastasia, Aécio Neves e sua irmã, a jornalista Andrea Neves, Danilo até já teria uma nova legenda em que se abrigaria: o PTB.

É o que notícia a coluna À Parte, do jornal O Tempo, dessa terça-feira (16).

Segundo a publicação, o desembarque se deu pelo desgaste de Danilo de Castro com os deputados federais da legenda, que o acusam de ter direcionado recursos e esforços partidários para a reeleição de Rodrigo Castro, seu filho, na última eleição para o governo do Estado, cujo candidato tucano, Pimenta da Veiga, acabou derrotado.

Rodrigo de Castro, que conseguiu a reeleição sendo o segundo deputado federal mais votado do estado, com 292.848 votos, apesar da desfiliação do pai, motivada por pressão da bancada de deputados federais da legenda, permanecerá no PSDB. Ainda segundo a publicação, “ele não quer deixar para trás o financiamento de R$ 3 milhões que a legenda promete para cada um de seus parlamentares na disputa de 2018”.

Nas eleições de 2014, quando Danilo de Castro substitui Narcio Rodrigues, também acusado de direcionar recursos partidários e esforços políticos para a campanha do seu filho, Caio Nárcio, a mudança foi recebida com críticas. Na avaliação de vários representantes dos partidos que compunham a chapa de Pimenta da Veiga, trocaram “seis por meia dúzia”.

Comentários

Comentários

Siga-nos no Twitter

© 2017 PODER EM FOCO | desenvolvido por maxwellpas